Curso de Medicina do Unifunec inicia aulas práticas nas Unidades de Saúde da Família


Inserir os acadêmicos nos ambientes onde atuarão profissionalmente, desde o primeiro semestre, é uma das metodologias de ensino do curso de Medicina do Centro Universitário de Santa Fé do Sul – Unifunec. Na sexta-feira (4), tiveram início as aulas práticas do curso nas Unidades de Saúde da Família. Divididos em seis grupos, supervisionados por docentes da disciplina de Interação Unifunec Saúde e Comunidade, eles vivenciaram a rotina da unidade e puderam ver de perto o trabalho dos profissionais.

A coordenadora do curso, Profª Me. Taise Jordão, explicou que nesse primeiro momento o objetivo não é realizar atendimentos, mas sim aproximar os acadêmicos das práticas de trabalho do Sistema Único de Saúde (SUS), fazendo com que conheçam o dia a dia de todos os profissionais de saúde do município, sendo possível assim, compreender a complexidade da Rede de Saúde municipal e regional.

“Como muitos deles vêm de outras regiões do país, as configurações de saúde locais podem ser diferentes. Isso acontece por conta da especificidade de cada estado ou cidade. O compromisso do Unifunec é de formar profissionais preparados para atuar na saúde de nosso país, atendendo a maior necessidade que hoje é a saúde da população mais vulnerável. Sendo assim, começar as aulas práticas desde o primeiro termo é um diferencial na formação profissional de nossos futuros médicos”, ressaltou Taise.

A aluna Luana Donatoni, disse que a experiência de vivenciar um dia de atendimentos no SUS e conhecer o seu funcionamento foi interessante. “Me senti realizada com a visita, pudemos acompanhar e entender a rotina e o planejamento de uma Estratégia de Saúde da Família e tivemos um contato direto sobre a importância e ação do SUS na sociedade”.

A reitora do Unifunec, Profª Drª Sâmira Ambar Lins, afirmou que “a inserção dos alunos nos diversos cenários de práticas médicas é fundamental no processo de ensino e aprendizagem. É o momento em que eles vivem a experiência da socialização, o contato com os pacientes, a observação do trabalho e dos cuidados no ambiente da saúde. Daí a importância de que aconteça desde o início do curso”.