Queimada e Tráfico de Animais Silvestres são temas de palestra para os acadêmicos do curso de Ciências Biológicas do Unifunec


Na quarta-feira (2), acadêmicos do curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário de Santa Fé do Sul – Unifunec, participaram de palestra com o tema Queimada e Tráfico de Animais Silvestres, ministrada pelo policial ambiental do Mato Grosso do Sul, sargento Willian Fernando de Souza Braguini.

Braguini mostrou a quantidade de animais que são traficados, a forma desumana com que essa prática acontece e quanto os traficantes lucram com essa atividade ilegal. Também falou sobre o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), em Campo Grande, local que recepciona, tria e destina os animais silvestres apreendidos em operações de combate ao tráfico, os atropelados nas rodovias estaduais, bem como os entregues voluntariamente pela população.

Sobre as queimadas, o sargento enfatizou que toda prática de queimada é proibida por lei, exceto as que possuem licença expressa para serem realizadas. Qualquer cidadão que for flagrado realizando a ação será autuado, multado e terá processo encaminhado para a promotoria de justiça, onde poderá responder judicialmente pelos seus atos. Braguini ressaltou ainda que mesmo as queimadas em lotes para limpeza ou mesmo queimar folhas no quintal é considerado crime.

A coordenadora do curso, professora Cristiane Paneli, afirmou que os alunos ficaram impactados e ao mesmo tempo interessados em atuar na área. “A crueldade envolvida no tráfico de animais, o sofrimento provocado e as seqüelas deixadas nos animais que sobrevivem é realmente chocante. Por outro lado, atuar nos cuidados desses animais é gratificante. O Cras é um local onde o biólogo pode atuar, é um futuro campo de trabalho para nossos alunos. Agradeço ao sargento William pela disponibilidade de vir compartilhar seu conhecimento com nossos alunos”.